• (11) 3312-5299
SINDICATO DOS TRABALHADORES DA PRODUÇÃO, TRANSPORTE, INSTALAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE GÁS CANALIZADO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Oficina de Negociadores reforça que é preciso “Resistir para conquistar”

13/04/2017

Foram dois dias de intensos debates e importantes decisões para definir a estratégia da direção do Sinergia CUT nas negociações da Campanha Salarial 2017, com o objetivo de defender salários justos, manutenção de empregos e melhores condições de trabalho e de vida para os energéticos de todo o estado de São Paulo.

A Oficina de Negociadores aconteceu em Campinas, na quarta (5) e quinta (6) desta semana, com a participação de dirigentes das mais de 60 empresas energéticas dos sete sindicatos que fazem parte do Sinergia CUT.

Apesar das várias tentativas de golpes para acabar com os direitos dos trabalhadores pelo governo ilegítimo de Temer, os dirigentes reafirmaram que acreditam na mobilização da categoria aliada à capacidade de negociação na mesa para garantir o sucesso das negociações.

Tendo como mote “Resistir para conquistar”, a CS 2017 tem como bandeiras prioritárias o aumento real de salários junto com o reajuste salarial pelo ICV do Dieese, a manutenção de empregos, a ampliação de direitos conquistados, a luta contra o assédio moral e o combate às reformas impostas por Temer e seus aliados, principalmente a da Previdência e a trabalhista.

Para a direção do Sinergia CUT, que enfrenta mesas de negociação durante todo o ano, com datas base de janeiro a dezembro, resistência é a palavra de ordem nesse momento turbulento de aumento do desemprego e de ameaças à classe trabalhadora, além da precarização das condições de trabalho para os energéticos.

Fonte: Sinergia SP CUT

  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok