• (11) 3312-5299
SINDICATO DOS TRABALHADORES DA PRODUÇÃO, TRANSPORTE, INSTALAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE GÁS CANALIZADO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Novas assembleias informativas na Comgás reforçam nossa mobilização

14/05/2019
Nos dias 15 e 16, faremos novas assembleias informativas para discutirmos a campanha salarial Comgás 2019.
 
Na negociação ocorrida no dia 23 de abril, houve avanços na discussão de itens da pauta da empresa e de propostas do sindicato. No entanto, ressaltamos a necessidade de que a
empresa colocasse sua proposta para o plano de saúde e o índice para o reajuste salarial e o aumento real. Os negociadores patronais alegaram que a empresa ainda não tinha esses
itens fechados. Pedimos que suas propostas fossem definidas para serem apresentadas na reunião seguinte.
 
No dia 30, ocorreu mais uma rodada. Mas novamente, a empresa compareceu sem trazer propostas para o plano de saúde e para o reajuste salarial e dos itens econômicos.
 
Esperávamos que a empresa trouxesse essas definições na reunião do dia 6 de maio. Lamentavelmente, as propostas não vieram e o problema começou a se agravar, pois a empresa não quis dar a ultratividade do ACT. Portanto, estamos chegando próximo do vencimento do ACT - 31 de maio - sem que tenhamos uma ideia do índice de reajuste e das mudanças que a empresa quer fazer no plano de saúde.
 
No dia 6 de maio, foi mais uma rodada de negociações, em que a empresa novamente postergou, alegando que não tinha fechado o índice e nem a proposta para o plano de saúde.
Diante disso, o Sindgasista suspendeu a negociação, pois não é possível continuar negociando sem uma visão do conjunto de propostas da empresa.
 
Nós esperamos que na rodada agendada para o dia 10 de maio, a Comgás apresente essas definições para serem discutidas.
 
Sindgasista defende o trabalhador
Percebemos que os atuais controladores da Comgás têm dificuldade para discutir com o sindicato algumas medidas que desejam adotar, achando que isso é uma ingerência em sua gestão.
 
Mas não temos essa intenção. Não queremos nos intrometer na escolha dessa ou daquela empresa para o plano de saúde, mas queremos saber de que forma os trabalhadores
serão atendidos.
 
A Comgás precisa apenas informar e negociar o básico, aquilo que afeta diretamente a vida de cada trabalhador, respeitando o que é previsto no Acordo Coletivo de Trabalho.
Mudanças no plano de saúde precisam ser discutidas com o sindicato, como a Justiça reconheceu, acolhendo nosso pedido para que fossem sustadas as mudanças que a empresa
tentou fazer, em janeiro, à nossa revelia.
 
Como empresa pública, a manutenção de um plano de atendimento à saúde dos trabalhadores e dos aposentados foi definida lá atrás, quando o estado fez a concessão da distribuição do gás natural canalizado. Quando os atuais controladores assumiram, eles já sabiam das particularidades que envolvem a relação capital x trabalho neste caso.
Portanto, o básico precisa ser discutido, sim!
 
Nas assembleias dos dias 15 e 16, discutiremos o fortalecimento das nossas mobilizações. Teremos nova negociação no dia 10. Esperamos que possamos levar boas notícias para
todos. Porém, pela ausência de propostas por parte da Comgás, chegamos ao momento em que devemos intensificar nossa organização e mobilização.

  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok