• (11) 3312-5299
SINDICATO DOS TRABALHADORES DA PRODUÇÃO, TRANSPORTE, INSTALAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE GÁS CANALIZADO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Sinergia Gasista cobra que somente setores de emergência estejam em atividade

28/03/2020
A pandemia de coronavirus (COVID-19) que assola o mundo e já atingiu 2.433 pessoas no Brasil, com 57 mortes em sete dias, mudou a realidade do Brasil e a classe trabalhadora tornou-se tema central no debate. Para o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), a economia não pode parar, mesmo que mantê-la ativa signifi que sacrifi car vidas de trabalhadores.
Aos sindicatos, porém, cabe a defesa e a preocupação com categoria e o Sinergia Gasista conversou com representantes da Comgás, Naturgy e GasBrasiliano (GBD) para encaminhar propostas baseadas em três pontos essenciais que ampliam a segurança de quem precisa estar nas ruas. Em cartas enviadas às companhias no dia 19 de março, a entidade solicitou que as empresas encaminhassem o protocolo do que estavam implementando em relação a essa questão. E em novas correspondências no dia 25 de março, cobrou que somente setores de emergência permaneçam ativos. Isso inclui tanto os trabalhadores que respondem à falta ou vazamento de gás, quanto aqueles que devem permanecer no operacional para que o produto chegue às residências.

EPI e garantia de emprego
O Sinergia Gasista ressaltou ainda a importância de as empresas seguirem as normas defi nidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e, assim, alertou para a necessidade de que os empregados destacados para estarem na rua ou entrarem nas casas tenham à disposição todos os equipamentos de proteção individual (EPI) e não apenas álcool gel. Outra preocupação é com a manutenção do emprego num período em que a economia sofrerá uma retração por conta da diminuição da circulação de pessoas. Neste momento é fundamental que todas as empresas sigam o exemplo da Comgás e assumam a garantia de emprego no setor. O sindicato alertou também que o momento de constantes mudanças de cenário referentes ao COVID-19 determina que trabalhadores e empregadores estejam em diálogo permanente para aprimorar equipamentos e soluções de segurança. Assim como é essencial que todas as medidas de segurança, a manutenção do emprego e o trabalho só em casos emergenciais sejam adotadas também pelas terceirizadas e que sua efetiva aplicação seja cobrada pelas concessionárias distribuidoras de gás.
 
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok