• (11) 3312-5299
SINDICATO DOS TRABALHADORES DA PRODUÇÃO, TRANSPORTE, INSTALAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE GÁS CANALIZADO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Assédio moral e deterioração das relações no trabalho comprometem saúde de trabalhadores

08/10/2018
Há algum tempo, o sindicato vem percebendo uma degeneração do clima nos ambientes de trabalho na Comgás. O agravamento da situação psicológica dos trabalhadores é confirmado por relatos que chegam ao Sindgasista.
 
O clima ruim fez com que alguns trabalhadores deixassem a empresa e procurassem apoio jurídico para entrarem com ações contra a Comgás, tendo como principal reclamação a de não suportarem a forma como eram tratados.
 
Presentes no cotidiano dos ambientes de trabalho, os diretores de base têm constatado que é crescente o número de trabalhadores medicados com remédios controlados
para ansiedade e outras síndromes disparadas por conflitos permanentes com suas chefias.

Segundo o MPT – Ministério Público do Trabalho - "criticar constantemente, sobrecarregar a pessoa, passar tarefas humilhantes ou impossíveis de se fazer, ignorá-la deliberadamente, divulgar boatos a seu respeito, falar aos gritos, ameaçar com violência ou dificultar promoções são algumas atitudes que podem configurar assédio moral. Em determinadas situações, o assédio pode caracterizar crime”.
 
O Sindgasista está muito preocupado com a mudança - para pior - do clima organizacional na Comgás. Algumas chefias sem experiência e, portanto, inseguros, se munem da crítica, da humilhação e de ameaças veladas para comandar sua equipe. Por outro lado, percebemos que a empresa aplica uma forma de gestão que gera muito estresse: as várias demissões, pressões e permanentes reestruturações em todos os setores, tem levado alguns trabalhadores/as a adoecerem.
 
A Professora e Doutora em Direito do Trabalho Adriana Calvo explica que existem duas versões de assédio moral: o assédio moral interpessoal que é a versão personalizada, assédio entre pessoas ou grupos de pessoas e o assédio moral institucional que se dá quando há uma versão despersonalizada do assédio. Nesse caso, é a cultura organizacional que é opressora. A empresa pratica sua gestão por estresse, pressionando permanentemente seus trabalhadores, ou fomentando a competição entre os trabalhadores que se sentem ameaçados. São as chamadas empresas tóxicas que levam os trabalhadores ao adoecimento psicológico e às vezes psiquiátrico. (assista ao vídeo "Assédio Moral no Ambiente de Trabalho" disponibilizado aqui no final da matéria)
 
O que fazer para evitar e combater o assédio moral?
As vítimas devem anotar com detalhes as situações de assédio e guardar gravações,
fotos ou documentos que possam servir de provas em procedimentos administrativos ou judiciais, conforme orientação do Ministério Público do Trabalho. Também devem procurar a ajuda de testemunhas e familiares, além de evitar conversar a sós com o assediador.
 
Denúncias devem ser feitas ao Sindgasista, ao Ministério Público do Trabalho e ao Ministério do Trabalho e Emprego. Quando comprovada, a prática pode resultar em responsabilização administrativa, civil e criminal do assediador. É fundamental que todos tenham consciência desse mal no ambiente de trabalho.
 
Se todos se unirem para não deixar um colega exposto, o assediador pode recuar.
Solidariedade e companheirismo são defesas contra o assédio moral. Além disso, é preciso saber que amanhã o assediador pode escolher novas vítimas.
 
Os principais sintomas de quem sofre assédio moral são:  Medo, falta de confiança, dúvidas, culpa. Ansiedade, depressão, síndrome do pânico.
 
O assédio moral pode afetar a saúde das vítimas e o desempenho no trabalho, gerando quadros de estresse, depressão, esgotamento profissional, alcoolismo, insônia, pressão alta, entre outros.
Fonte: MPT

CLIQUE NAS IMAGENS E CONFIRA  O VÍDEO e ÁUDIO DA CAMPANHA SOBRE ASSÉDIO MORAL NO TRABALHO - PRODUZIDO PELA JUSTIÇA DO TRABALHO

VÍDEO SOBRE O TEMA:                                                                                ÁUDIO DA CAMPANHA:
   

 
  Voltar
X
RECUPERAÇÃO DE SENHA
E-mail:
Preencha o campo acima com seu e-mail de cadastro para receber uma nova senha.
Ok